11/07/2014

Ferramentas eletrônicas em sala de aula



A tecnologia tem se mostrado uma aliada no processo de ensino-aprendizagem. Com tantos recursos, o professor e a escola podem aproximar o aluno dos objetivos educacionais e incentivá-los a ler e pesquisar mais.

Benefício do uso de ferramentas eletrônicas
Comprovadamente, a tecnologia pode facilitar muito a aprendizagem dos alunos, principalmente porque é capaz de transformar a aula. Os alunos preferem aulas mais dinâmicas, principalmente quando há algo que envolva a tecnologia. Quando, por exemplo, eles podem pesquisar diretamente na internet, ou quando o professor utiliza o projetor para mostrar figuras, vídeos, filmes e outras ferramentas que auxiliem o reforço do conteúdo.
A geração dos jovens de hoje em dia é conhecida como “nativos digitais”. Essa nomenclatura é dada aos que nasceram no “boom” da tecnologia e que a dominam desde crianças.
Esse benefício é muito bem utilizado no aprendizado de línguas estrangeiras, lições de inglês são bem mais atraentes quando são mostradas e feitas de forma interativa, por exemplo com áudios e exercícios com imagens para ajudar a memorizar novo vocabulário.
Como os recursos podem ser utilizados pelo professor
Existem diversos recursos que podem ser utilizados pelo professor para melhorar o processo de ensino-aprendizagem. Algumas das ferramentas já são bastante conhecidas, outras, no entanto, ainda precisam de treinamento do profissional da educação, para a sua utilização correta.
É importante ressaltar que o professor precisa pensar em atividades que estejam de acordo com a faixa etária, para que processo de aprendizagem seja eficiente. Uma pesquisa na internet e na própria sala de aula pode ajudar a escola a identificar o que mais os alunos gostam.
Qualificação do profissional e ferramentas eletrônicas
Uma das dificuldades da utilização da tecnologia em sala de aula é a falta de qualificação do professor e ou da equipe técnica, como supervisores e diretores. Ainda hoje é possível encontrar diversos profissionais que se recusam a informatização, ao ensino com as tecnologias, principalmente profissionais mais antigos. Isso, é claro, deve ser combatido, pois, hoje em dia, é indispensável que o profissional da educação saiba utilizar esses recursos para o reforço do ensino-aprendizagem.
Lista de recursos e sites que o professor pode utilizar
- Softwares educacionais.
- Sites de vídeo. Ex: Youtube.
- Sites de criação de lições e atividades. Ex: Udutu.
- Google Earth.
- Projetores.
- Google Imagens, para mostrar figuras sobre diversos assuntos.
- Facebook, para avaliar a questão do português e outros assuntos que sejam relevantes.
- Flash Page Flip: site que permite que o professor crie uma revista digital, podendo incluir imagens, textos e outros recursos interessantes.
- Powtoon: site que possibilita a criação de vídeos e animações. É uma alternativa ao Power Point.
- Aplicativos em geral.
- Sites de ferramentas para auxílio do aprendizado da língua estrangeira.
- Google Maps.
Para ajudar nas aulas de geografia e história, por exemplo, e mostrar a localização exata, os mapas, as ruas etc. Muito divertido é viajar através das imagens sem sair da sala de aula, conhecer características de cidades, países, climas e vegetação, através de pontos fotografados pelo Google.
Um professor de história pode abordar as antigas civilivações, com recursos que dão aos estudantes uma visão mais precisa, é como viajar até Roma sem precisar pegar uma passagem de avião nem pagar um seguro viagem, apenas pela tela do computador e conhecer monumentos importantes que explicam fatos da história.
Dafna Obadia – é escritora e assistente virtual paraense, cursou Licenciatura em Letras (Língua Portuguesa / Língua Inglesa) na Universidade Anhanguera

Um comentário:

Dielson Costa disse...

Qual o limite que deve existir entre o uso das tecnologias na sala de aula? Estamos em meio a uma geração cada vez mais informatizada mas, até que ponto devemos trazer essas tic's para a sala de aula? Qual o limite?

Esse blog aqui fala sobre esse e outros assuntos: ticsdapedagogia.blogspot.com